Rabo de Peixe – Ilha de São Miguel

Chama-se Rabo de Peixe, e fica localizada na Ilha de São Miguel, no arquipélago dos Açores. Com uma impressionante área geográfica de 16,98 km², que inclui o lugar de Santana, esta vila tem uma posição privilegiada que confronta com o mar e diversas freguesias vizinhas.

Desfrutando de um património histórico e cultural riquíssimo, Rabo de Peixe proporciona aos seus visitantes uma experiência inigualável. Venha descobrir mais sobre esta maravilhosa vila!

Rabo de Peixe, Ilha de São Miguel - Açores

Publicidade

História de Rabo de Peixe

Rabo de Peixe, elevada a vila em 2004, é o maior porto de pesca dos Açores e a vila mais populosa do concelho da Ribeira Grande. A comunidade de cerca de 8.000 habitantes tem uma história rica e uma atmosfera acolhedora que promete cativar qualquer visitante.

Origens

As raízes históricas de Rabo de Peixe remontam, pelo menos, ao século XV, período em que a ilha de São Miguel começou a ser povoada. Grupos pequenos de pessoas estabeleceram-se em diferentes pontos da ilha para explorarem as suas riquezas abundantes.

Quer se estabelecessem junto ao mar ou no interior, estas comunidades encontraram sempre fontes importantes de subsistência. O mar, repleto de várias espécies piscícolas, e as terras férteis, propícias ao desenvolvimento de várias culturas, permitiram a fixação das populações nas terras que hoje compõem a Vila de Rabo de Peixe.

Estabelecimento de Rabo de Peixe

O local que hoje é conhecido como Rabo de Peixe só começou a ser habitado por volta do final do século XV. As primeiras famílias a fixarem-se foram flamengos e mouros, a quem as terras foram cedidas pelo Rei. O objectivo era que organizassem a vida nesta povoação.

A população de Rabo de Peixe, além de se dedicar ao cultivo e à pastorícia, encontrou no mar o seu principal meio de subsistência.

Crescimento e Desenvolvimento

As riquezas da terra e do mar funcionaram como um polo de atracção, trazendo novas pessoas à Ttrra. Assim, o pequeno aglomerado populacional transformou-se na Grande Vila que Rabo de Peixe é hoje.

Rabo de Peixe, Ilha de São Miguel - Açores

Publicidade

Origem do Nome

Não há consenso quanto à origem do topónimo “Rabo de Peixe”. A primeira hipótese baseia-se na configuração de uma das suas pontas que penetra no mar. A segunda hipótese sugere que o nome surgiu quando um peixe de dimensão invulgar foi encontrado no mar e a população, incapaz de identificá-lo, pendurou o rabo deste peixe num pau. Por essa razão, quando alguém se deslocava deste lugar para outra zona da ilha, dizia que vinha do “Rabo de Peixe”. No entanto, é mais provável a versão relativa à configuração natural da actual Vila, cujo formato se assemelhava a um Rabo de Peixe.

Este pequeno povoado, sem nome até então, passou, desta forma, a chamar-se Rabo de Peixe e, com o passar do tempo, tornou-se numa das maiores freguesias de São Miguel, sendo hoje considerado uma Vila.

Barcos – Porto de Pescas de Rabo de Peixe
Barcos – Porto de Pescas de Rabo de Peixe
Fotografia de ByAçores

Património Arquitetónico e Religioso

Rabo de Peixe é rico em património arquitetónico e religioso. A igreja paroquial, dedicada ao Senhor Bom Jesus, é um marco local. Desconhece-se a data precisa da sua edificação, mas é conhecido que substituiu uma igreja anterior existente em 1522.

Além da igreja paroquial, há outros templos notáveis, como as ermidas de São Sebastião, Nossa Senhora do Rosário, Nossa Senhora da Conceição, Sant’Ana, e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Festividades Religiosas

Rabo de Peixe inicia o ano com comemorações religiosas, começando com a Festa do Senhor Bom Jesus no dia 1 de Janeiro. A vila é conhecida por suas celebrações animadas, das quais a Festa da Bandeiras é uma das mais marcantes. Durante o ano, há várias procissões, cada uma com um significado e uma tradição únicos. Algumas das procissões mais notáveis incluem as de São Sebastião, Senhor dos Passos, dos Ramos, do Senhor Morto, do Senhor Ressuscitado, dos Enfermos, e de São Pedro Gonçalves

Igreja – Rabo de Peixe – Ribeira Grande
Igreja – Rabo de Peixe – Ribeira Grande
Fotografia de ByAçores

A Festa de São Pedro Gonçalves – patrono dos pescadores – que é celebrada na igreja paroquial no sexto domingo após a Páscoa. O evento culmina numa procissão marítima, onde a estátua do santo é levada num barco adornado, acompanhada por outras embarcações. É um evento emocionante e espetacular que atraí visitantes de todo o arquipélago e além.

Danças Populares

As festividades do Espírito Santo em Rabo de Peixe são marcadas por várias danças tradicionais, nomeadamente as “Despensas”. São de destaque os bailes dos “Homens da Terra” e dos “Homens do Mar”, que são dançados exclusivamente por homens ao som de castanholas. Contudo, as mulheres têm a liberdade de se juntar à dança à medida que ela se desenrola

Bandas Filarmónicas

Rabo de Peixe é casa de duas bandas filarmónicas com mais de um século de existência: a Sociedade Filarmónica Lira do Norte, fundada em 1867, e a Filarmónica Progresso do Norte, fundada em 1888. As bandas participam nas procissões realizadas em Rabo de Peixe, mas também participam em várias procissões da ilha e até no estrangeiro

Grupos Folclóricos

Rabo de Peixe alberga notáveis grupos folclóricos que desempenham um papel crucial na manutenção e celebração das tradições e da música local. O Grupo folclórico “A Gaivota”, estabelecido em 1996 sob a égide da Casa do Povo de Rabo de Peixe, é um desses grupos, com uma missão dedicada à preservação dos costumes e estilos de vida dos seus ancestrais.

Estabelecido em 2007, o Grupo de Cantares Vozes do Mar do Norte é outro baluarte na promoção do património cultural local. Este grupo tem o objetivo de cultivar o amor pela música popular, com muitas das suas canções tendo sido transmitidas ao longo das gerações. O repertório do grupo é diversificado, abrangendo temas de música tradicional açoriana, assim como canções do continente português e da Madeira. Juntos, estes grupos folclóricos ajudam a manter viva a rica tradição cultural de Rabo de Peixe.

Sandro G - Rabo de Peixe - Açores

Locais a visitar em Rabo de Peixe

Algumas referências de locais a não perder durante a sua estadia.

Colorido, Rabo de Peixe
Colorido, Rabo de Peixe
Fotografia de Cristina Aires
  • Igreja Paroquial do Bom Jesus
    Esta igreja, concluída em 1885, é um exemplo notável de arquitetura barroca. A igreja tem uma ampla nave central e duas laterais, adornadas com frescos.
  • Porto de pesca
    Rabo de Peixe é uma vila de pescadores e seu porto de pesca é o maior dos Açores, dominando uma parte considerável da costa norte de São Miguel.
  • Vila de Rabo de Peixe
    Explore a vila, conhecida pelas suas ruas estreitas e casas coloridas.

Observatório Astronómico de Santana (OASA)

Localizado na vila de Rabo de Peixe, o Observatório Astronómico de Santana (OASA) é uma atração imperdível para aqueles que visitam a região. Inaugurado em 12 de setembro de 2004, o OASA é gerido pela Fundação para o Desenvolvimento Sócio-Profissional e Cultural de Ribeira Grande desde 30 de julho de 2009, com o apoio da Câmara Municipal de Ribeira Grande e da Secretaria Regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos.

O principal objetivo do OASA é a divulgação científica, particularmente no campo da astronomia. Ele oferece uma variedade de atividades interativas e educativas que se encaixam bem com os currículos escolares, tornando-o um recurso valioso para os estudantes da região. Além disso, o OASA fornece um ponto de encontro para astrónomos amadores, oferecendo um espaço dedicado para a exploração e discussão das maravilhas do universo.

Durante a visita ao OASA, os visitantes podem aproveitar uma série de atividades. Isso inclui sessões no planetário digital móvel, observações do céu noturno e diurno, oficinas de astronomia e a exposição “Porquê o Espaço?”. Além disso, o OASA oferece exposições e módulos interativos, didática laboratorial, espaço multimédia e uma série de palestras, formações e workshops. Seja você um apaixonado pela ciência do espaço ou apenas curioso sobre o cosmos, o OASA oferece uma experiência educativa e envolvente que certamente irá encantar e inspirar.

Morada

Caminho Velho de Santana
Pico do Bode – Santana
9600-096 Rabo de Peixe

Horário de Funcionamento

  • Segunda a sexta-feira – 10:00 / 17h00
  • Observações Noturnas: 1ª sexta-feira do mês das 21:00 às 23:00
  • Uma Noite com as Estrelas: 3ª sexta-feira do mês das 21:00 às 23:00
  • O OASA está disponível para a marcação de outras atividades.

Curiosidades

Sandro G: o ícone musical de Rabo de Peixe

Sandro G - Rabo de Peixe - Açores

Sandro G, nascido em Rabo de Peixe, é um cantor que ganhou destaque no cenário do hip-hop português. A sua infância na freguesia forjou a sua tenacidade e criatividade, ajudando-o a superar os desafios que encontrou quando emigrou para os Estados Unidos ainda criança.

Sandro G começou a gravar música de hip-hop portuguesa em 1999 e, desde então, lançou sete álbuns, tendo alcançado reconhecimento tanto localmente quanto internacionalmente. As suas experiências de vida, que incluem a superação da toxicodependência e do submundo do crime, são retratadas nas suas letras, servindo como uma mensagem de esperança para os jovens da sua terra natal.

A sua música não é apenas uma forma de expressão, mas também uma forma de ele partilhar a sua história e inspirar outros a superarem os seus próprios obstáculos.

Um dos temas populares do cantor:

Série Netflix Rabo de Peixe

Série Netflix Rabo de Peixe

“Rabo de Peixe” é uma série de televisão portuguesa que alcançou grande popularidade, chegando a entrar no top 10 de visualizações mundiais da Netflix em maio de 2023​​. A história se passa na freguesia açoriana de Rabo de Peixe, quando uma grande quantidade de cocaína é encontrada na costa, mudando completamente a vida dos habitantes. O personagem principal, Eduardo, um jovem pescador, e seus amigos começam a vender a cocaína, o que os coloca em conflito com os donos originais da droga, a polícia e uma série de personagens imprevisíveis​.

A série é vagamente baseada em uma história real que ocorreu em 2001, quando uma grande quantidade de cocaína apareceu na costa de Rabo de Peixe. Muitos habitantes da vila experimentaram a droga, e devido à sua pureza, muitos acabaram no hospital por overdose, alguns até mesmo morrendo. Outros começaram a vender a droga. Infelizmente, o incidente deixou a sua marca, com muitos habitantes de Rabo de Peixe ainda viciados​.

No que diz respeito ao elenco principal, temos José Condessa como Eduardo, Helena Caldeira como Sílvia, André Leitão como Carlos, Rodrigo Tomás como Rafael, Maria João Bastos como Inspetora, e Albano Jerónimo​.

Vídeos

Algumas imagens e cenários de Rabo de Peixe da autoria de Bubba Woods

Outro vídeo com fantásticas imagens aéreas de Rabo de Peixe da autoria de Vista de Sao Miguel Azores

Fotos presentes no artigo retiradas de frames deste vídeo.