Mal-Amanhados – Os Novos Corsários das Ilhas

Tempo de leitura: 7 minutos | Açores

Publicidade

Chama-se Mal-Amanhados – Os Novos Corsários das Ilhas e é um programa televisivo, composto por dez episódios, e da autoria de Luís Filipe Borges (comediante terceirense) e Nuno Costa Santos (escritor micaelense).

Estreou a 16 de Abril e o seu último episódio foi emitido a 18 de Junho. Surgiu numa altura em que as pessoas poderão viajar pelos Açores, ficando em casa.

Mal-Amanhados - Episódio 2 - Faial

Mal-Amanhados

O Mal-Amanhados foi escrito por Alexandre Borges, Luis Filipe Borges e Nuno Costa Santos.

Publicidade

Dos dez episódios, cada um deles decorre numa Ilha dos Açores, sendo que o 10º atravessa todo o arquipélago. Engane-se quem pensa que este programa, vá apenas mostrar as magníficas e únicas paisagens açorianas.

Prepare-se para viver e reviver a história, curiosidades, música e – como não podia faltar – o bom humor na companhia dos dois apresentadores e os seus convidados. Uma autêntica viagem pelo tempo e não só. Saiba abaixo mais detalhes sobre os episódios já emitidos e próximos.

Publicidade

Episódios

Episódio 1 – Ilha do Pico

“A viagem sonhada há mais de 20 anos começa. Os dois amigos de ilhas alegadamente rivais, um terceirense e um micaelense chegam (com mau tempo no canal) a assombroso território neutro.
Na ilha-montanha, e enquanto se debatem com a missão de subir – ou não – ao ponto mais alto do país, conhecerão os verdadeiros protagonistas. Gente do Pico com a alma, a resiliência, o orgulho e o espírito empreendedor que transformaram a outrora apelidada “ilha do degredo” num milagre de sustentabilidade, mistério e alegria.”

Rever episódio >

Episódio 2 – Ilha do Faial

“Nuno e Luís chegam à Horta após raptarem… um yacht. Numa das cidades que Nemésio mais amou estão divididos pelas missões pessoais: Luís quer fazer BTT, Nuno quer desvendar a história de Jacques Brel – acolhido na ilha com a típica hospitalidade açoriana, tendo cantado no Peter (o único local do país onde a lenda belga deu a conhecer a sua arte). Entre memórias duma era cosmopolita, da ressaca da erupção dos Capelinhos e da forte presença estrangeira, embarcamos num episódio de doces nostalgias.”

Rever episódio >

Episódio 3 – Ilha Terceira

“Luís está orgulhosamente em casa. Desde a história de Angra por duas vezes capital do reino até à equipa de volley duma freguesia da Praia da Vitória que já foi campeã nacional, Nuno e Luís fazem-se captar por um dos maiores fotógrafos portugueses (enquanto conservam um restinho de juventude), recordam o “Breviário Açoriano” que marcou a sua infância, e experimentam alguma da folia e “joie-de-vivre” que caracteriza o apelidado “parque de diversões” do arquipélago. Quanto à missão: serão capazes de pegar um touro?”

Publicidade

Rever episódio >

Episódio 4 – Ilha Graciosa

“O clima instável da nossa Atlântida deu tréguas na ilha branca, onde o micaelense Nuno se dedica a encontrar vestígios dos seus antepassados e Luís leva o irmão a conhecer uma Catedral esculpida pela natureza: a Furna do Enxofre. Entre termas, aguardente, burros-anões e pianos, o comediante e o escritor deixam-se fascinar pelos inusitados nomes Graciosenses, assistem a uma sessão esgotada dum grupo de teatro amador, e descobrem por que será o ilhéu da Praia provavelmente o mais relevante do país.”

Episódio 5 – Ilha das Flores

“Os nossos anfitriões palmilham os mais de 140 majestosos km quadrados das Flores reivindicando o sonho de tocar no ilhéu de Monchique, o ponto mais ocidental da Europa. Toda a equipa é adotada pela “madrinha” Gabriela Silva, escritora, agitadora cultural e verdadeira força da natureza, que os leva a desvendar os 3 séculos de história da Aldeia da Cuada e a conhecer as 12 nacionalidades que comungam do território terrestre que provavelmente mais se aproxima do Paraíso com que a humanidade vem de há muito fantasiando.”

Episódio 6 – Ilha do Corvo

“A nossa mais pequena ilha, onde caberia perfeitamente Macau, e uma absoluta lição de respeito pela natureza e espírito comunitário dada pelas suas quase 500 almas. Nuno e Luís conhecem Andreia, a dinâmica jovem responsável pelo Ecomuseu, talvez a mais comunicativa e enérgica protagonistas dos mais de 70 desta série. Encontram uma catalã, aprendem a falar “cagarro”, escutam antigas histórias de baleeiros e piratas, e terminam numa épica… partida de futebol.”

Episódio 7 – Ilha de São Jorge

“Na sublime beleza agreste desta deslumbrante cicatriz de terra no mar, os dois quarentões vão correr risco de vida: entre surf, stand-up paddle, trilhos e canyoning, São Jorge vai pôr à prova as suas parcas condições físicas. Felizmente há o singular café dos Nunes para retemperar, um estúdio no meio do atlântico a produzir para as duas margens e um final de episódio, à mesa, com copos e cantoria, que junta um holandês, um luso-descendente, um angolano, um madeirense, um alfacinha e açorianos vários numa daquelas noites em que nos esquecemos de que um dia já nenhum de nós estará cá.”

Publicidade

Episódio 8 – Ilha de São Miguel

“Nuno leva o amigo a Rosto de Cão, berço e local de tantas memórias afetivas. Luís continua a debater-se com qual será afinal o seu local favorito em todo o arquipélago… e leva o compadre ao sítio onde foi concebido, as Furnas. A missão dos dois: dar uns toques na bola com o ídolo Pauleta. Enquanto sonham com essa façanha percorrem cerca de 1000 km no maior território ilhéu, têm o maior número de encontros da série e, como Natália Correia, chegam a ponderar a independência do ilhéu de Vila Franca.”

Episódio 9 – Ilha de Santa Maria

A viagem termina onde tudo começou: na mais anciã ilha do arquipélago, com entre 5 a 6 milhões de anos, e que se recusa a parar no tempo – entre NAV, ESA, Galileo e quiçá futura rampa de lançamento de foguetões, Santa Maria é uma dança triunfal entre o velho e o novo, o tradicional e o tecnológico. Nuno e Luís perdem-se no deserto, tocam em fósseis, revelam a “Little América” e acabam em missão conjunta, e inusitada: numa aula de Consciência Corporal.

Episódio 10 – Especial

Um episódio final feito de inéditos de todos os outros, uma viagem acelerada pelas 9 ilhas, com novos protagonistas, bloopers, música, histórias do Divino Espírito Santo, o encontro entre Luís e o professor que lhe moldou na adolescência o que viria ser o caminho para o futuro, e o sonho duma nova viagem a germinar: açorianos pelo mundo, da Bermuda à Costa Oeste dos Estados Unidos, do Canadá a Florianópolis.

Emissão e Horário

A emissão desta série chegou ao fim. Pode rever todos os episódios nesta página e ou no RTP Play.

O programa é emitido na RTP-Açores. Pode ser visto na televisão (ver posições abaixo) ou redes sociais – Facebook da RTP Açores e ou RTP Play.

Publicidade

Posições canal RTP Açores

NOS: Canal 189
Vodafone: Canal 175
MEO: Canal 160
Cabovisão: Canal 28

RTP Play


Promoções de Viagens para os Açores