Lagoa das Sete Cidades – Ilha de São Miguel

A Lagoa das Sete Cidades, também conhecida como a Caldeira das Sete Cidades, está localizada na Ilha de São Miguel, nos Açores.

Está mais precisamente localizada a Noroeste da Ilha de São Miguel, no concelho de Ponta Delgada. A Lagoa das Sete Cidades é um lago de água doce e o maior dos Açores, ocupando uma área de aproximadamente 4,3 quilómetros e com uma profundidade de cerca de 33 metros. É um dos principais pontos turísticos do arquipélago, e por isso recebe muitas visitas ao longo do ano.

Lagoa das Sete Cidades (Azul e Verde)
Lagoa das Sete Cidades (Azul e Verde)
Fotografia de Bruno Sousa

Este ponto turístico natural foi formado na cratera de um vulcão. A lagoa é uma só, mas por ter duas cores diferentes deram-lhes o nome de Lagoa Verde e Lagoa Azul, ambas se juntam e formam uma das paisagens mais incríveis da ilha.

Não é por acaso que este símbolo dos Açores foi classificado como Paisagem Protegida da Rede Natura 2000, uma rede europeia que trata da conservação da natureza.

Esta lagoa, além de ser deslumbrante, tem associadas algumas lendas pelo facto de serem duas lagoas de cores distintas uma ao lado da outra. A lenda mais famosa é a lenda da Princesa dos olhos azuis.

Lagoa das Sete Cidades
Lagoa das Sete Cidades
Fotografia de Jorge Almeida

Actividades recomendadas neste local

História da Lagoa das Sete Cidades

A Lagoa das Sete Cidades formou-se na cratera de um vulcão que teve uma grande erupção em 1445. A Caldeira é formada por dois grandes lagos que possuem dois tons, por isso são chamadas de Lagoa Verde e Lagoa Azul. Estão separadas apenas por uma ponte que dá acesso à localidade.

A razão das diferentes cores pode ser explicada pela profundidade e pela concentração de algas existentes nos lagos que refletem o céu ou acabam por revelar a cor das algas.

Lagoa Verde e Azul, Sete Cidades
Lagoa Verde e Azul, Sete Cidades
Fotografia de Eduardo Miranda

Lendas da Lagoa Azul e Lagoa Verde

Existem algumas lendas referentes às lagoas, mas a mais conhecida e romântica é a da princesa Antília que tentou viver um amor proibido.

Assim como nos contos de fadas, existia um reino no local onde hoje está localizada a freguesia das Sete Cidades, e lá viviam a princesa Antília, que tinha lindos olhos azuis, e a sua família. Num dia normal de passeio pela região, a Princesa dos olhos azuis encontra-se com um Pastor de ovelhas de lindos olhos verdes, e foi amor à primeira vista.

Após esse primeiro encontro, os dois apaixonados encontravam-se sempre no mesmo local, à beira de um lago.

O problema é que o Rei desejava que a sua filha casasse com um Príncipe do reino vizinho e jamais permitiria que a sua filha casasse com uma pessoa de poucas posses.

Assim que descobriu os encontros escondidos, o Rei proibiu a Princesa de se encontrar com o pastor e de prosseguir com aquele amor. Muito triste e desesperada a Princesa Antília pediu um último encontro com o seu amor de olhos verdes, e assim aconteceu.

A despedida foi tão triste que os dois choraram bastante, e das lágrimas dos olhos azuis da Princesa formou a Lagoa Azul e dos olhos verdes do pastor formou a Lagoa Verde. Diz então a lenda que os dois foram separados, mas ficou a lembrança das lágrimas lado a lado que representa o eterno amor destes jovens apaixonados.

Veja também: A verdadeira Lenda das Sete Cidades por Tunalhos

Lagoa das Sete Cidades
Lagoa das Sete Cidades
Fotografia de Maria Cota
Sabia que pode fazer Canoagem na Lagoa das Sete Cidades? Reserve aqui a(s) sua(as) canoa(s)

Dicas e Curiosidades

Existem algumas curiosidades referentes à Lagoa das Sete Cidades que valem a pena serem mencionadas e também algumas dicas que podem fazer total diferença no seu passeio, sendo elas:

  • A Lagoa das Sete Cidades foi considerada uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal e é uma paisagem protegida;
  • O dia ideal para fazer um tour pelas Sete Cidades: dia com céu aberto e boa luz, pois desta maneira será possível apreciar bem a sua paisagem e perceber melhor os tons distintos das duas lagoas;
  • O centro da localidade das Sete Cidades é muito interessante e possui casas típicas, uma igreja de estilo neo-gótico e alguns mirantes para apreciar a vista deslumbrante da Lagoa.
    Visita obrigatória do Miradouro da Vista do Rei: vale a pena deslocar-se até lá para apreciar e registar uma das atrações mais fotografadas dos Açores;
  • Antes de chegar à freguesia das Sete Cidades, vale a pena visitar o Miradouro do Cerrado das Freiras, pois é o local ideal para apreciar bem o contraste entre a Lagoa Azul e a Lagoa Verde;
  • Já pensou fazer um piquenique ao redor da Lagoa? É possível aproveitar alguns espaços ao redor da lagoa para apreciar um momento único com os familiares e amigos. Uma boa companhia e uma boa vista completam a riqueza da viagem;
  • É possível fazer actividades ao ar livre ao redor da lagoa, como caminhadas e passeios de bicicleta. Consulte as empresas de Turismo nos Açores
Lagoa das Sete Cidades
Lagoa das Sete Cidades
Fotografia de Ruma Photography

A Lagoa das Sete Cidades não foi considerada uma das 7 maravilhas de Portugal por acaso, ela esbanja beleza e admiração em todos aqueles que têm o prazer de conhecê-la.

A beleza da paisagem, somada ao misticismo, as lendas e a grandeza natural desse lugar transformou-a num grande atractivo turístico que atrai milhares de turistas durante todo o ano.

Localização no Mapa

Fotos da Lagoa das Sete Cidades

Sete Cidades
Sete Cidades
Fotografia de Bruno Sousa
Sete Cidades
Sete Cidades
Fotografia de Micaela Cordeiro
Lagoa das Sete Cidades
Lagoa das Sete Cidades
Fotografia de Procopio Dutra
Lagoa das Sete Cidades
Lagoa das Sete Cidades
Fotografia de Nuno Vieira
Lagoa Azul e Lagoa Verde (Sete Cidades)
Lagoa Azul e Lagoa Verde (Sete Cidades)
Fotografia de Afonso Afonso
Sete Cidades
Sete Cidades
Fotografia de Bruno Sousa

Vídeo Lagoa das Sete Cidades


Lagoa das Sete Cidades – Ilha de São Miguel
4.8 (96.23%) 154 avaliações