Fajã dos Vimes – Ilha de São Jorge

A Fajã dos Vimes está localizada na costa sul da Ilha de São Jorge, e chama à atenção pela sua composição, um verdadeiro espetáculo da natureza.

É um geossítio de relevante valor e interesse científico, pedagógico e geoturístico, a atrair diversos turistas todos os anos, que se encantam com a geopaisagem do local, classificada pela Unesco como Reserva da Biosfera.

A fazer parte do litoral jorgense, esta fajã pertence a freguesia da Ribeira Seca, concelho de Calheta, e à sua volta está uma das mais altas arribas da ilha, com predomínio de chuvas durante o ano, a contribuir para o clima da região, principalmente para a prática de uma excelente agricultura, em especial o cultivo do café.

E por falar em café, é na Fajã dos Vimes que a família Nunes possui uma plantação desta iguaria nos terrenos que tem por trás da sua casa.

Aos interessados em saber mais sobre a produção, a propriedade oferece visita ao cafezal, onde os proprietários contam toda a história e origem do café. Nos terrenos dos Nunes também se produz as tradicionais colchas de lã e algodão, com o uso de teares de pedais, típico da localidade.

Fajã dos Vimes - São Jorge - Açores

Fotografia de José Luís Ávila Silveira/Pedro Noronha e Costa

Para quem gosta de realizar caminhadas, esta fajã é ponto de início de um trilho pedestre recheado de visuais fantásticos da ilha, composta por uma fauna e flora riquíssimas.

Portanto, não deixe de conhecer e explorar a Fajã dos Vimes, lugar repleto de belezas naturais e produtora única de café.

História da Fajã dos Vimes

A origem da Ilha de São Jorge é marcada por abalos sísmicos pontuais, a passar por um longo período de calmaria, com fases intensas de actividade sísmica ou pela ocorrência de abalos terrestres mais fortes. E foi na Fajã dos Vimes que ocorreu um dos piores sismos da história dos Açores, o Sismo da Calheta, em 9 de julho de 1757.

Só para ter uma noção, excepto a Ilha das Flores e do Corvo, todas as demais que compõe o arquipélago sentiram os impactos do sismo, a provocar a destruição de todos os edifícios de Calheta, com total de 1.034 mortes em São Jorge, 11 no Pico e 1 na Terceira.

Outras catástrofes ocorridas na Fajã dos Vimes: Em 1899, quando o Porto dos Vimes foi vítima de uma enorme cheia que atingiu toda a costa sul de São Jorge e em 1992, o Ciclone Bonnie foi responsável por uma chuva torrencial, fazendo com que a Ribeira dos Vimes transbordasse, a causar a destruição da ponte.

Fajã dos Vimes - São Jorge, Açores

Fotografia de António Faria (vídeo no final)

O mais importante é que a Fajã dos Vimes superou todos estes problemas que marcaram a sua história, sendo considerada, atualmente, um local bastante querido pelos jorgenses. Além disso, faz parte da história da região a cultura de produtos agrícolas, como o milho, a cevada, a vinha, o inhame e o café, produtos estes de grande valor económico para os habitantes da região.

Outro fato interessante na Fajã dos Vimes é a festa no Dia de Corpo de Deus, a receber milhares de visitantes de toda a ilha para apreciarem os tradicionais pratos oferecidos pelos moradores dos Vimes, como o peixe frito, lapas, inhames e batatas, tudo acompanhado de um bom vinho.

Atração

As principais atrações da Fajã dos Vimes são as plantações de café da Família Nunes e as tecedeiras com suas tradicionais colchas, produzidas em teares manuais de mais de um século.

A Igreja está situada próxima ao mar e apresenta relação com a irmandade do Espírito Santo. Para completar, as casas possuem características da arquitectura da época.

No entanto, devido ao terramoto de 1757, todas as construções foram destruídas. Logo, todas as edificações locais passaram por um processo de reconstrução, a perder assim seus traços originais.

Vale destacar, ainda, os vários miradouros presentes na estrada para a Fajã dos Vimes, a render fotografias fantásticas de paisagens deslumbrantes.

Trilho Pedestre

Por fim, aos amantes de trilho pedestre, o PR9SJO – Fajã dos Vimes / Fregueira / Portal – tem início na própria fajã, com uma duração de aproximadamente 1 hora e 30 minutos de caminhada, a percorrer 3,2 km de muitas belezas. Mas antes de ir, procure informações acerca das condições meteorológicas, pois há trilhos que são encerrados devido ao mau tempo.

Vídeos Fajã dos Vimes


Fajã dos Vimes – Ilha de São Jorge
3 (60%) 9 avaliações