Ponta dos Capelinhos – Ilha do Faial

Situado na Ilha do Faial, freguesia do Capelo, a Ponta dos Capelinhos é mais uma das belas atrações turísticas que somente o arquipélago dos Açores pode proporcionar aos seus visitantes.

O local ganhou notoriedade logo após a ocorrência da erupção do Vulcão dos Capelinhos, deixando o ambiente com uma característica única, formação recente e paisagem maravilhosa.

Veja também: 10 coisas para fazer na Ilha do Faial

Vulcão dos Capelinhos
Vulcão dos Capelinhos
Fotografia de Carla Dias

Os visitantes também terão o privilégio de conhecer o Farol dos Capelinhos, monumento simbólico da região, que teve as suas atividades interrompidas após a erupção vulcânica de 1957, devido ao ganho de terra causado pela ação do vulcão.

O caminho para chegar até o farol é diferente e interessante, coberto por um solo que poderá ser comparado à aparência lunar.

Não deixe de acrescentar este incrível local no seu roteiro de viagem aos Açores, principalmente pelo seu desenvolvimento recente e as suas belas paisagens.

História da Ponta dos Capelinhos

A história da Ponta dos Capelinhos ficou marcada mundialmente com a erupção vulcânica submarina ocorrida entre 27 de setembro de 1957 a 24 de outubro de 1958, durando 13 meses ao todo. Muitos residentes tiveram que abandonar a região, tanto pelo medo como pela falta de segurança. Isto porque várias bocas foram abertas no mar, escorrendo cinzas e vapor para todos os lados.

Capelinhos
Capelinhos
Fotografia de Rui Simas

Há mais de 60 anos os moradores presenciaram a emersão do Vulcão dos Capelinhos do fundo do mar, ficando registado como acontecimento histórico de Portugal.

No final deste fenómeno, a Ilha do Faial viu o seu território acrescentado por novas terras provenientes do vulcanismo. O facto ocorreu aproximadamente cem metros dos ilhéus dos Capelinhos e a um quilómetro da costa, onde o mar entrou em ebulição.

Com isso, Portugal ganhou 2,50km² de terra e – mais tarde – uma óptima opção de passeio para turistas de todas as partes do mundo.

Vulcão dos Capelinhos
Vulcão dos Capelinhos
Fotografia de Silvia Freitas

Farol dos Capelinhos

A construção do Farol dos Capelinhos deu-se no início do século XX, utilizando alvenaria de pedra rebocada e cantaria. Depois de finalizado, o farol tornou-se numa importante referência na Ponta dos Capelinhos, lançando uma luz com quatro relâmpagos brancos e vermelhos de forma alternadas, além de ser o único farol dos Açores que emitia sinal sonoro.

Farol
Farol
Fotografia de Rui Simas

No entanto, em 1957, o Farol dos Capelinhos teve de ser desativado devido ao fenómeno vulcânico ocorrido na região, transformando-o em ruínas e parte das suas estruturas ficaram soterradas.

Atualmente, permanece a sua torre, sendo um miradouro e um centro de interpretação, que podem ser visitados pelos interessados em conhecer um pouco mais sobre a sua história.

Um dos pontos mais atractivos do edifício é o Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, onde parte da sua construção se encontra soterrada, mantendo assim a originalidade do cenário desde a erupção vulcânica.

O espaço conta com um auditório, exposições permanentes e temporárias e sessão de vídeo explicando a origem do planeta terra.

Para chegar até o Farol dos Capelinhos, terá de caminhar e subir muitos degraus, mas vale a pena o esforço, pois o destino final é magnífico.

O horário de visita do Centro de Interpretação no período de verão é diário, das 10h às 18h.
Já durante o inverno, o funcionamento é de terça a domingo, das 10h às 17h.

Capelinhos
Capelinhos
Fotografia de Renata Monteiro

O que está à espera para visitar a Ponta dos Capelinhos? Este é mais um dos motivos para visitar os Açores.