A Casa do Ouvidor

A Casa do Ouvidor

Alojamento Rural em Ilha do Pico | Alojamento visto 77 vezes
Morada
Estrada Regional, 22 - São Miguel Arcanjo
9940São Roque, Pico
Ilha do Pico
Contactos
(+351) 917324856
visitar website
info@acasadoouvidor.com
Casas Açorianas - Associação de Turismo em Espaço Rural Saber mais

Descrição A Casa do Ouvidor


Situada em São Miguel Arcanjo, concelho de São Roque do Pico, a Casa do Ouvidor é um espaço de turismo rural, na modalidade de Casa de Campo onde a beleza paisagística associada à tranquilidade gera emoções permitem usufruir momentos inesquecíveis.
A trilogia Terra, Mar e Fogo sempre condicionou a vida dos Açorianos em geral e a dos picoenses em particular:
– A Terra porque é o fruto do esforço dos povoadores e seus descendentes, que a desbravaram e que da rocha fizeram brotar o seu sustento;
– O Mar, o largo oceano Atlântico, cheio de mistério, eternamente presente, separa-nos e simultaneamente une-nos;
– O Fogo, o pai das ilhas que repetidas vezes tem surgido das entranhas da Terra, é o pulsar da vitalidade do planeta e o teste à perseverança e determinação do Povo dos Açores.
A Casa do Ouvidor presta homenagem a esta trilogia atribuindo o nome de A Casa da Terra, A Casa do Mar e A Casa do Fogo às três habitações que a constituem.
O início da sua construção data dos primórdios do Século XVIII, a mando do Ouvidor da Igreja de São Roque do Pico, tendo sido executada pelo mestre que construiu a Igreja desta mesma localidade.
Está identificada na ficha 39 do “Arquivo da Arquitectura Popular dos Açores” e pela Ficha 63.200.38 do Inventário do Património Imóvel dos Açores, concelho de São Roque do Pico, e na ficha 33 do “Património Cultural Edificado do Plano Geral de Urbanização da Vila de São Roque. É referenciada e fotografada no livro “Arquitectura Popular dos Açores” pag 400, edição da Ordem dos Arquitectos; no “Inventário do Património Imóvel dos Açores” num artigo “A Propósito do Património Imóvel dos Açores”, página 19, do Arquitecto José Manuel Fernandes; num outro artigo titulado “Sobre a Habitação Tradicional do Concelho de São Roque” do Arquitecto João Vieira Caldas, página 23. Uma fotografia da Casa do Ouvidor encima o citado artigo.
O edifício principal possui cunhais e faixas horizontais de cantaria, que lhe dão uma grande dignidade arquitectónica. Com uma arquitectura com influência erudita, desenvolve-se em forma de “U”, com um dos braços ligeiramente mais comprido. A sua fachada principal tem uma disposição absolutamente simétrica, com uma faixa de cantaria a separar os seus dois pisos. A área destinada à habitação propriamente dita situava-se no piso superior e no inferior encontravam-se lojas e a adega do edifício.
A entrada da habitação processava-se através de um balcão situado numa das fachadas laterais, onde existe uma janela de peito, com avental em “V”,
No exterior possuía como anexos, uma cisterna com duas aberturas, currais para animais e uma atafona, hoje transformada em casa de habitação destinada também a turismo em espaço de rural,
A dignidade arquitectónica, histórica e cultural do edifício obrigou à execução de um projecto de recuperação do imóvel que mantivesse a sua traça original, garantindo e respeitando esses valores e que, simultaneamente, proporcione todas as comodidades ao hóspede, criando um ambiente acolhedor, de modo a que sinta que a ”A Casa do Ouvidor” é a sua própria casa.
Optou-se pela criação de três espaços independentes, do tipo T2, com 197,96m2, 160,12 m2 e 130,57 m2 respectivamente.
Sendo “A Casa do Ouvidor” mais antiga do que a Estrada Regional, o alçado principal encontra-se voltado para o mar, bem como os seus principais quartos de cama e salas de estar, proporcionando assim, esplêndidos planos de vista sobre a vila de São Roque, a Ilha de São Jorge e o canal com mesmo nome.
As habitações dão para um pátio

Fotografias

Localização no Mapa